Pistões Mahle 76mm Grafitados

Comentários de Roberto Froes, Giovani Gabrigna, Fernando Jaeger, Renato Roesner, Rui Branco e Antonio Stricagnolo

 

R. Froes: Alguém já usou os pistões Mahle 76 grafitados? O motor está funcionando? Qual a folga usada na retífica do bloco?
Usou os plugs no pino ou substituiu esses por um pino fechado? O motor chegou a travar? Foi bem amaciado?


O conselho que recebi do mecânico – renomado e experiente – foi que esses pistões são bons, apesar de pesados, e podem ser usados, desde que a folga seja ligeiramente superior à recomendada.
Segundo ele – que não chegou a usar essas peças – há um comentário de que alguns travaram, e que isso seria devido à liga do material usado, com um pouco menos de silício que o necessário, com uma conseqüente dilatação ligeiramente superior.

 

Giovani: Meu Fissore usa esses pistões. Estão bem feios, mas funciona (malditos ninjas 2t, mal posso ver seus movimentos). Realmente, a recomendação de folga acima da superior foi feita para mim por um mecânico especializado em 2T de Assis - SP. Ele faz motores de todo tipo, e disse que inclusive as mudanças no combustível pedem uma folga maior, pra muitos dos motores que ele faz lá.
 

Meu pai que levou na retifica o bloco, e como ele é impaciente, ficou até bem folgado, batendo um pouco a saia. Porém assim ficou confiável. Pra entender meu conceito de confiável quem pode falar mais é o Roesner. Só pra simplificar, fui de Joinville a São Paulo capital em 6 horas, mesmo tendo uma parada inesperada no meio da subida da serra, ultrapassando caminhões (a bomba desparafusou o terminal...)
 

Como esses pistões Mahle são mais reforçados, bater saia não é problema!
Só é bom, recomendação de um amigo, dar uma "arredondadinha" na quina inferior da saia, com a lima mesmo, só pra ele não ficar com um certo gume e raspar o óleo!

Outra coisa que, usando-se pistões usados, confira a ovalidade dos mesmos, compare com algum pistão novo (pode ser até de 4T) de medida próxima! Construtivamente, pistões são OVAIS! Com o calor ocorre uma dilatação que os torna redondos! (mais um motivo pra não forçar motor frio).

 

A limpeza da ferrugem interna do bloco também é importante! Pode ser feita com vinagre de maça! Custa baratinho. Basta tirar as mangueiras de borracha, tampar o furo inferior do motor, encher por cima pelo cano do cabeçote de vinagre e deixar por uma noite. O vinagre dissolve todo o oxido de ferro sem agredir o ferro ou alumínio. O mesmo pode ser feito com o radiador. Sistema sem ferrugem é mais eficiente!
 

F. Jaeger: A minha experiência:
Cavar (usinar) a câmara de combustão deixando a taxa de 6,5:1. Tem que aliviar o motor. Deverá permanecer a mesma folga de 0,07.


Estava usando os pistões grafitados, resolvi, como ia para San Izidro - Argentina coloquei um 77mm. Tu sabe se quebrar o DKW no Uruguai ou Argentina, temos um problemão. Percorri 1.300km grande parte da distancia dentro do Uruguai em 17h. Fui e voltei sem problemas de motor ou caixa de cambio.

 

R. Roesner: O motor do meu "verdinho" fiz com Grafitado, mas só deve rodar mais para o fim do ano. Mas cheguei a fazer uns 3 motores para clientes: Puma de BH, Candango de Curitiba e outro Candango de Blumenau. Nenhum deles me relatou que travou por problemas de pistão. Mas, lembrando que, quem tem Candango, o motor não costuma andar no ritmo de um automóvel. A folga de montagem é a mesma de fábrica: 0,07.


Já os plugs eu não aconselho. Eles causam ruídos ao passarem perto das janelas de transferência, parece um estalo, idêntico a fuga de faísca de uma bobina. Eu mandei fechar os pinos com tarugo metálico, num torneiro (apenas 1 lado).

 

R. Branco: O Roesner está envolvido com o "verdinho" dele, que será uma vitrine, mas daí se esquece que fez o motor do meu Belcar com os grafitados. Como ele fez é detalhe para ele passar, quanto ao resultado posso informar que está andando bem. Não fiz quilometragem maior, só fui a dois eventos, um fazendo um total 300 km de ida e volta e outro fazendo 200 km. O que notei no início foi a batida diesel, que foi discutida no grupo exatamente quando ocorreu com o motor do meu Belcar e foi um auxílio e tanto pois do contrário poderia pensar que tem problema na montagem. De qualquer forma eu obedeço os limites de velocidade de amaciamento e assim não tive problemas.

 

A. Stricagnolo: Acho que estamos falando dos pistões Mahle geração atual, alias nem sei se eles ainda produzem ou vão produzir esse produto, já montei 5 motores com esses pistões e não tive problemas.

 

A receita, na minha opinião, é fazer uma limpeza interna do bloco para retirar todo o barro e ferrugem e, para isso, é necessário retirar os 2 selos laterais do bloco. Uso, alem de escovas de aço (semelhantes a rabo de gato), acido muriatico hoje em dia conhecido como limpa pedra e mesmo assim acho que fica alguma coisa debaixo dos dutos de admissão. Já peguei bloco, que o barro era tanto, que a torneira de dreno não tinha mais função. Isso tudo é valido também para o radiador, obviamente.

 

Alem da limpeza interna do bloco, o uso de uma bomba de água é indispensável, tanto é que nas ultimas versões desses motores (lá fora) a bomba foi adotada. É possível encontrar hoje em dia bombas elétricas de fácil instalação ou adaptar algo existente no mercado. Eu só uso peça original, portanto, adaptei a bomba de água dos motores AP! (ver foto)

Um grande problema que eu encontrei nesses pistões foi o pino com tampão dispensando a trava, seria muito eficiente se não riscasse o cilindro, fiz um tampão para o pino que permite o uso das 2 travas. Com esses cuidados é possível diminuir a folga dos cilindros substancialmente, o importante é manter o motor em 80 graus constantes, nem a folga de 0,07 mais a pintura das saias vão evitar engripamento do motor nas temperaturas altas.

Não podemos esquecer também da pressão da tampa. Alta temperatura com baixa pressão é ebulição na certa e nessa condição a refrigeração é mínima. A vida dos pistões nos motores DKW não é fácil, sem refrigeração eficiente a dilatação excessiva é inevitável e com pouco óleo a única saída é travar. Acho mais fácil descomplicar no pistão e melhorar na refrigeração. Pra quem quer andar com o carro é uma certeza de desempenho sem quebras. Para quem só tem o carro de enfeite de garagem, qualquer pistão serve, sem prejudicar a originalidade.

                                                                                         pagina anterior